sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Mais um Filme que vai ficar pra história.

É como naquelas batalhas épicas dos séculos que existem só em Hollywood. Dois grandes exércitos, frente a frente, separados pelo deserto campo de batalha, espadas, lanças, cavalos, tudo pronto para a carnificina iminente. Antes do espetáculo sádico e sanguinário, um representante de cada efetivo se arrisca avançando até o meio do local onde se desenrolará a mortandade. Ao se encontrarem, pronunciam algumas palavras, discutem por um tempo e, ao se exaltarem, retornam para seus postos, bradam palavras fortes e convergem para o conflito.

Essa semana o filme que passou revelava os dois representantes em inusitada discussão. De um lado, pelo Império Governey, Sir Calheiros, personagem de Renan Calheiros (atuou também em "Mensalão: Um escândalo, uma história"). Do outro lado, Sir Jereissati, personagem de Tasso Jereissati (atuou também em "Tasso pelos ares"), Pelo Reino Tucanal. Os cavaleiros se encaram sob a pressão dos olhares astutos e tensos na Península do Plenário, região que desperta extremo interesse, de todos os aspectos, para ambos. Sir Calheiros propõe a negociação, livrando o Príncipe Virgílio I (Arthur Virgílio, "Escondido dos Leões"), em troca da paz ao Império Governey e à sua excelentíssima, soberana majestade José I (José Sarney, "Banco imobiliário Brasil", "Missão impossível", "Duro de Matar" entre outros). O Cavaleiro tucano recusa a proposta, quer mesmo destituir José I do trono da Península do Plenário. Sir Calheiros, indignado com a recusa desembainha sua espada e a aponta para Sir Jereissati, O cavaleiro se defende pedindo para o outro se desarmar quando de repente, no ardor da discussão Sir Calheiros pronuncia vilmente o elogio: "Seu Merda", um vocábulo alternativo ao geralmente utilizado nos filmes épicos.

É no fervor dos elogios e no calor dos floretes que o maldito sinal, do satélite da maldita emissora de TV que transmitia o filme com exclusividade, fica retido nas nuvens negras que pairam pelo país. Não sei por que o filme estava cotado como "imperdível" no catálogo da programação, só sei que os épicos antigos eram mais interessantes, as vezes você até ficava em dúvida sobre quem seria o vitorioso.


Nenhum comentário: